sexta-feira, 27 de maio de 2011

de 1 a 10

video
Uma das maiores surpresas dos últimos tempos foi descobrir que meu filho, com menos de 2 anos, já conta até 10. É um gênio! E muito engraçado!!!!

orgulho do pai



Série de fotos feita pelo papai orgulhoso mostrando que o Tito leva jeito pra coisa.

quanto tempo, quantas novas

Caso alguém ainda leia o blog, peço desculpas, mas a vida já virou uma loucura de vez com muito trabalho (inclusive nos finais de semana), viagens (de trabalho) e aproveitando todo o tempo que sobra para ficar com o Tito e ainda tentar estudar alguma coisa. Não precisam ficar com pena de mim. Estou exausta, com dor nas costas, mas feliz. Só que realmente não sobra mais tempo para atualizar o blog. Tito está uma delícia de criança pequena: com 1 ano e 9 meses recém-completos, falando tudo cada dia mais, comendo tudo e de tudo, muito tranquilo, afetuoso e cheio de alegria e de energia! É muito bom ser mãe dele. Morro de saudades todo os dias, gostaria que o mundo fosse outro e que todo mundo pudesse trabalhar menos fora de casa e assumir mais o trabalho de reprodução não como um fardo, mas como o mais fundamental e recompensador dos trabalhos para homens e mulheres. Mas, enquanto esse dia não chega, Tavo e eu nos desdobramos entre trabalho fora de casa, trabalho dentro de casa, e a criação do Tito (acho fantástico falarmos em "criar" alguém). Como disse antes, ele tem facilitado o nosso trabalho. Só é chato mesmo quando Tito fica doente (e, infelizmente, isso tem acontecido com certa frequência o que, me dizem, é bem normal entre "crianças de creche"). Falando no assunto, em agosto ele muda de turma e a evolução da linguagem aponta mesmo para mudanças fantásticas. Parece um redescobrir o mundo a partir da fala. E o descobrir de uma nova fala de se comunicar. Ele já está saindo da fase papagaio para soltar palavras e frases muito engraçadas. Uma figura, o meu filho. Mas com o mesmo jeitão desde que nasceu: vai com todo mundo, fica super bem com Tavo e avós quando eu viajo por 2 ou 3 dias e parece estar feliz igualmente seja em casa, seja na escola. No momento, seu melhor amigo é o Théo, um menininho um pouco mais novo, figurinha engraçadíssima que ri e sorri para tudo e todos. Tito é totalmente apaixonado por ele, muito engraçado. Sempre que chego do trabalho pergunto para ele como foi na escola, o que ele fez e ele só repete: Théo, Théo. Cadê? O dia das mães esse ano foi bem mais confuso e estressante do que o do ano passado, com Tavo e Tito com virose (graças aos céus, passou rápido). Ainda assim, me deu vontade de escrever de novo e fiz uma poesia pra ele que coloco aqui:

PARA TITO

Não existe mundo ideal
O que existe é a vida, o todo dia
Suas pequenezas e mesquinharias
Os abraços, as mãos estendidas
O conforto e o desviar do olhar

Existe o riso solto, o sorriso preso
As piadas e as desgraças, injustiças, temeridades
Existe o desejo e a renúncia
O acolhimento e o conflito
A preguiça, a delicadeza, o cansaço e a lida

Existe o outro, existem as outras
O descompasso, as notícias, o devagar e o rápido
O tempo
 Existe, sobretudo, o tempo
E o amor.

A solicitude e a solidão
O ódio e a raiva
A mágoa

Existe o nascer e o despertar
A lida, a preguiça, o abraço, o sorriso
Nós e os outros

O valor de tudo: cheiro de chuva, barulho de avião.
Existe a palavra. E o amor.

DA MAMÃE/ 12-05-2011