segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Tito na festa de 89 anos da bisa Cremilda. Lindíssimo, fazendo bagunça com a ajuda do pai (lindo tb!). Pra quem quiser ver mais, dar um pulo no Orkut do avô responsável pela foto: Paulo Seabra.

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

2 anos com Tito

Olá! Depois de muito tempo resolvi escrever. A vida anda cada vez mais corrida e complicada e a vontade de escrever aqui escassa... Enfim, é assim, o mundo, nós, a vida é feita de ciclos que precisamos aprender a respeitar. Fazer coisas novas (ou refazer antigas) e abrir mão de algumas outras. Mas Tito completou ontem 2 anos e isso é motivo suficiente para algumas linhas! Tito continua sendo um menino lindo, meigo, tranquilo, que adora correr, brincar de carrinho (moto, caminhão, avião, helicóptero..), andar de ônibus, carro, barca e balanço, ir pra escola e voltar pra casa, passear e ficar só com mamãe e papai, visitar avós, avôs, tias e primos... Enfim, o menino é gente boa toda vida e ainda está cada dia mais lindo (em breve fotos que comprovam a curujice - é assim que escreve?- da mãe). Em dois anos, minha vida virou de cabeça pra baixo e acho que ainda estou tentando entender em quem estou me transformando, onde é que dentro de mim cabe tanta coisa. Mas, desde que virei mãe do Tito, a melhor coisa da vida tem sido ele, estar com ele, amamentá-lo (até quase 1 ano e meio), colocá-lo pra dormir, brincar, sair com ele... É impressionante mesmo esse amor que só aumenta a medida em que ele vai virando uma pessoinha linda e eu mais mãe dele porque o conheço melhor. Não houve festividades. Ficamos aqui em casa nós três porque a chuva impediu uma comemoração em praça público, no melhor estilo mamãe (mas ficou pra semana que vem). Daqui a pouco tem parabéns na escola, com os colegas, mamãe e papai. E ser feliz é todo dia, né, tenho certeza de que Tito é uma criança feliz e, em parte, porque Tavo e eu buscamos caminhos simples para sermos feliz. Parece fácil, mas hoje em dia é bem difícil! Em breve, algumas fotos. Ah, e se eu ficar muito tempo sem atualizar o blog, dêem um desconto, mas é que é difícil mesmo esse troço de ser mãe, trabalhar fora, querer militar, estudar e ainda por cima ser feliz! ; )

quinta-feira, 9 de junho de 2011

MAMAÇO no RJ dia 12/06

Car@s, o mamaço no RJ vou adiado para esse domingo agora, dia 12/06, por conta da chuva. Vamos ver se dessa vez São Pedro colabora e a coisa acontece. Será no Parque Lage a partir das 10h. Se tudo der certo, estaremos lá! Mais informações aqui.

sexta-feira, 3 de junho de 2011

Grande MAMAÇO nacional no domingo, 5/06


Voltando ao assunto do direito a amamentarmos onde e quando quisermos, domingo, dia 5 de junho, tem manifestação em várias cidades brasileiras. Aqui no Rio de Janeiro será no Parque Lage a partir das 10h. Faremos de tudo para irmos tb, apesar de Tito não mamar mais! Lutar pela liberdade tem que ser prioridade sempre!!! Para mais informações, o blog é http://mamacocarioca.blogspot.com/. Para outras informações sobre as manifestações em todo Brasil: http://potencialgestante.com.br/mamaco-nacional-e-sorteio/.

quinta-feira, 2 de junho de 2011

O mamaço, o CQC e a blogueira

Uso cada vez mais esse espaço apenas para postar fotos e vídeos do pequeno e alguns breves relatos de nosso dia-a-dia. Mas confesso que o que li ontem via Twitter me embrulhou o estômago de tal maneira que não consegui me conter. É impressionante como atos que deveriam ser encarados com muita naturalidade, como a amamentação, continuem sendo alvo de constrangimentos, ampliados e reproduzidos graças a piadas misógenas contadas e recontadas por aí, aos quatro ventos, e nos grandes meios de comunicação comercial. Me refiro ao episódio dos comentários dos apresentadores do CQC, ridicualizando o mamaço (e por tabela manifestações como os beijaços gays) e relacionando a amamentação com a aparência de quem amamenta (ou seja, de acordo com estes senhores, só mulheres bonitas e com peitos perfeitos deveriam poder amamentar em público, ou seja, amamentamos em público para eles e não para alimentar nossos filhos e filhas. De novo, somos reduzidas a objeto de desejo dos homens e só). A decisão de amamentar ou não é público deve ser da mulher! E só dela! É triste perceber que avançamos tão pouco em algo tão básico como o direito a decidir sobre o que (e onde) fazemos com os NOSSOS corpos. É triste também ver que hoje quem tem poder não leva a sério o que faz. E não me refiro às piadas. Adoro humor e a vida sem ele é muito triste, mas temos muito do que rir para além do machismo, sexismo, racismo, além de reforçar esteriótipos e preconceitos já cristalizados. Mas é claro que assiim é mais fácil fazer sucesso. Enfim, para vocês entenderem exatamente do que estou falando leiam o blog Escreva Lola Escreva, em especial os posts Liberdade relativa: Marcelo Tas quer me processar e CQC anti-amamentação vai pra PQP. E divulguem por aí o que está acontecendo porque mudar esse mundo é cada vez mais urgente! Os mamaços e beijaços se fazem cada dia mais necessários!

sexta-feira, 27 de maio de 2011

de 1 a 10

video
Uma das maiores surpresas dos últimos tempos foi descobrir que meu filho, com menos de 2 anos, já conta até 10. É um gênio! E muito engraçado!!!!

orgulho do pai



Série de fotos feita pelo papai orgulhoso mostrando que o Tito leva jeito pra coisa.

quanto tempo, quantas novas

Caso alguém ainda leia o blog, peço desculpas, mas a vida já virou uma loucura de vez com muito trabalho (inclusive nos finais de semana), viagens (de trabalho) e aproveitando todo o tempo que sobra para ficar com o Tito e ainda tentar estudar alguma coisa. Não precisam ficar com pena de mim. Estou exausta, com dor nas costas, mas feliz. Só que realmente não sobra mais tempo para atualizar o blog. Tito está uma delícia de criança pequena: com 1 ano e 9 meses recém-completos, falando tudo cada dia mais, comendo tudo e de tudo, muito tranquilo, afetuoso e cheio de alegria e de energia! É muito bom ser mãe dele. Morro de saudades todo os dias, gostaria que o mundo fosse outro e que todo mundo pudesse trabalhar menos fora de casa e assumir mais o trabalho de reprodução não como um fardo, mas como o mais fundamental e recompensador dos trabalhos para homens e mulheres. Mas, enquanto esse dia não chega, Tavo e eu nos desdobramos entre trabalho fora de casa, trabalho dentro de casa, e a criação do Tito (acho fantástico falarmos em "criar" alguém). Como disse antes, ele tem facilitado o nosso trabalho. Só é chato mesmo quando Tito fica doente (e, infelizmente, isso tem acontecido com certa frequência o que, me dizem, é bem normal entre "crianças de creche"). Falando no assunto, em agosto ele muda de turma e a evolução da linguagem aponta mesmo para mudanças fantásticas. Parece um redescobrir o mundo a partir da fala. E o descobrir de uma nova fala de se comunicar. Ele já está saindo da fase papagaio para soltar palavras e frases muito engraçadas. Uma figura, o meu filho. Mas com o mesmo jeitão desde que nasceu: vai com todo mundo, fica super bem com Tavo e avós quando eu viajo por 2 ou 3 dias e parece estar feliz igualmente seja em casa, seja na escola. No momento, seu melhor amigo é o Théo, um menininho um pouco mais novo, figurinha engraçadíssima que ri e sorri para tudo e todos. Tito é totalmente apaixonado por ele, muito engraçado. Sempre que chego do trabalho pergunto para ele como foi na escola, o que ele fez e ele só repete: Théo, Théo. Cadê? O dia das mães esse ano foi bem mais confuso e estressante do que o do ano passado, com Tavo e Tito com virose (graças aos céus, passou rápido). Ainda assim, me deu vontade de escrever de novo e fiz uma poesia pra ele que coloco aqui:

PARA TITO

Não existe mundo ideal
O que existe é a vida, o todo dia
Suas pequenezas e mesquinharias
Os abraços, as mãos estendidas
O conforto e o desviar do olhar

Existe o riso solto, o sorriso preso
As piadas e as desgraças, injustiças, temeridades
Existe o desejo e a renúncia
O acolhimento e o conflito
A preguiça, a delicadeza, o cansaço e a lida

Existe o outro, existem as outras
O descompasso, as notícias, o devagar e o rápido
O tempo
 Existe, sobretudo, o tempo
E o amor.

A solicitude e a solidão
O ódio e a raiva
A mágoa

Existe o nascer e o despertar
A lida, a preguiça, o abraço, o sorriso
Nós e os outros

O valor de tudo: cheiro de chuva, barulho de avião.
Existe a palavra. E o amor.

DA MAMÃE/ 12-05-2011

sexta-feira, 11 de março de 2011

(nosso) Carnaval em fevereiro

Nesses dias em casa pós-Carnaval (em casa pq Tito não teve aula e, além do mais, está meio doentinho), arranjei um tempinho para colocar (mais ou menos) o blog em dia. Nosso Carnaval foi devidamente pulado em fevereiro: fomos quase todos os finais de semana no show do Céu na Terra no CCBB (maravilhoso!!!), fomos ao Sambebê com Zoobloco (meio cheio para nosso gosto, mas com amigos queridos) e ainda teve o baile de Carnaval na escola também com Zoobloco (fotos abaixo do avô Paulo Seabra). Quando o Carnaval chegou, só queríamos saber de descansar. Mas ainda tentamos. Fomos a um prometido baile infantil de Carnaval na Praça Afonso Pena (Tijuca), mas a desorganização não ajudou e divulgaram (inclusive em jornais, rádios) o baile no dia errado. Chegamos lá felizes e fantasiados (havíamos dormido no dia anterior na Tijuca para ir ao baile), mas não aconteceu (seria no dia seguinte). Enfim, mesmo assim foi bom porque o avô Sergio nos encontrou na praça e Tito (vestido de palhaço) brincou bastante. Aliás, o Carnaval foi dos avós e das tias: domingo e segunda na Tijuca com avó Sueli e tias, e uma escapada com avô Sergio na Praça, e terça na casa dos avós Ana e Paula para papai e mamãe darem uma fugida e irem à Orquestra Voadora (cheia demais para levar criancinhas pro nosso gosto) e nos blocos e shows da Lapa (Boitatá, Zoobloco e Maria vem com as outras, em homenagem ao 8 de março!). Enfim, deu pra cansar mesmo e Tito apareceu com febre e rouquidão na quarta-feira de cinzas... Mas já está melhorando! Aliás, uma curiosidade, o Tito de 1 ano e meio não gosta nem um pouco de fantasias. Essa de sapo das fotos foi feita customizando (palavra da moda!) um shortinho e uma blusinha da Bebê Básico a partir de um macacãzinho de sapinho do Carnaval de 2010 (teoria dos 3 Rs! rs). Essa ele vestiu na boa, mas o palhacinho e o piratinha... Enfim, o palhacinho até conseguimos que ele ficasse um dia, com muitas distração. Vovô Sergio tirou fotos na Praça. Quando nos mandar, colocamos aqui pra vcs verem como ficou lindo de palhaço (mais um ano!!!).

P.S. As fotos a seguir foram tiradas pelos avós Paulo e Ana Seabra na festa de Carnaval da escola. Aliás, convidamos tod@s os avós (e tia Geny e tia Cris!) para a festa e el@s compareceram!!! Pena que a pilha de Tito estava fraca nesse dia e depois de 1 hora de festa ele desmaiou no colo do papai.

 Prova de fantasia: Tito de palhacinho, já tentando se livrar da roupa!

Pais palhaços no show do Céu na Terra no CCBB e ele olhando pro lado, fingindo que não é com ele...

Agora sim! Fazendo pose e até sorrindo no colo do pai palhaço e com Candelária ao fundo.

Zoobloco no Sambebê com a querida família amiga Clarice-Renato-Paloma. A Paloma é essa coelinha linda que Tito está querendo dar um beijinho de sapo-príncipe!



Carnaval na escola (em família)

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

desmame

Hoje o Tito completa 1 ano e meio de idade. E como o tempo passa voando! Muito impressionante... Hoje Tito também é uma criança "desmamada". Faz uma semana que ele não mama no peito nem uma vezinha no dia. Um copo de leite em pó pela manhã e outro à noite estão dando conta do recado. Supreendentemente (pra mim, é claro!), o desmame foi muito tranquilo (pra ele, é claro!). Na verdade esse processo foi iniciado mais ou menos em novembro do ano passado quando comecei a ficar meio de saco cheio de amamentá-lo cerca de 1 hora toda noite antes de dormir, sobretudo naqueles dias em que ele ficava indo e vindo do peito. Pode parecer heresia, mas acho que, na experiência da maioria das mulheres de carne e osso, acontecem momentos em que ficamos de saco cheio de amamentar. Mas pra mim, que tinha vontade de amamentá-lo por 2 anos, não foi simples. Conversei com algumas pessoas (agradeço especialmente as queridas amigas-mães-psicólogas Bianca e Clarice), li alguma coisa a respeito e fui tentando, mais do que tudo, ir me preparando e preparando o Tito para esse momento de separação. Conversei muito com ele nos últimos meses, durante a amamentação, que ele estava crescendo, que já estava ficando grande para mamar no peito da mamãe, que a mamãe ia continuar amando ele do mesmo jeito... Enfim, tentei explicar da forma mais simples possível o que estava para acontecer, falando também que eu ia sentir muitas saudades daquele momento. Tem gente que diz que essas coisas não adiantam nada, que o que vale é decidir tirar e pronto. Bem, eu não acredito nisso, acho que ele foi entendendo aos poucos e, segunda passada, foi meio que natural. Eu ia esperar ele completar 1 ano e meio, só que ele pediu pra mamar, eu falei do copo de leite (nos últimos dias antes do desmame inclui meio copo de leite antes de mamada para ele ir se habituando), ele foi pra cozinha, sentou no meu colo, bebeu. Quando ele falou em mamar novamente, disse que ele já tinha jantado e tomado o leitinho e que agora já estava na hora de dormir. Ele deu tchau pra tevê e foi para o quarto. Enfim, ele estava entendendo tudo tão direitinho que não tive coragem de voltar atrás. No segundo dia, foi a mesma coisa, só que aí eu desabei. Chamei Gustavo para colocá-lo para dormir e chorei muito tempo antes de pegar no sono. Acho sinceramente que não existe momento padrão ideal para o desamame. Hoje, na minha cabeça, acho que até 1 ano é o mínimo, depois disso depende da disponibilidade da mãe (em muitos sentidos) e a vontade do filho. Acho que já tinha chegado o momento dele, mas o meu... na verdade, também, só que ainda estou buscando maneiras de elaborar essa separação e encontrar meu lugar de mãe para além das mamadas. Como diz a cantiga infantil: "parece fácil, mas é difícil!". Mas assim como a amamentação pode ser essencial para criar o vínculo entre mãe e bebê, a separação é necessária (seja quando for) para que esse vínculo mude e se fortaleça de outras maneiras. Essa é a minha torcida e minha aposta no momento!

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

cara de um...

Muita gente fala que o Tito é a minha cara, mas esse aí acima, que não é o Tito, também não sou eu. Isso mesmo: esse aí é o Gustavo pequenino. Não é igualzinho, mas que parece muito, parece!

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Tito e a tevê

Tito tem mudado muito nas últimas semanas. Não sei se é a proximidade de fazer 1 ano e meio, mas o fato é que tem desenvolvido sua linguagem a mil: cada dia aprende uma palavra nova! A última moda é ver DVDs de música. Comprei os da Galinha Pintadinha de Natal pra ele porque ele tinha visto um clipe no computador e pedia para colocar mil vezes. Agora ja aprendeu a mexer na TV e no DVD, mas já criamos novas estratégias para lidar com a situação. Sempre fui bem crítica com relação ao tempo que as crianças assistem TV, mas acho que se fizer parte da brincadeira e não uma forma de sossegarmos o pimpolho durante horas a fio, está valendo. Na foto, Tito mostra seu clipe favorito no DVD: o do pintinho amarelinho. É muito engraçado vê-lo escolher o DVD que quer dizendo: "esse", "esse" e apontando ou pegando o CD. A coisa mais linda e engraçada!!!

Ano Novo em Vrajabhumi - feliz 2011...








Finalmente conseguimos levar Tito a Vrajabhumi!!! Fomos no dia 29/12 e voltamos dia 2/01. Apesar de dias chuvosos, aproveitamos muito mesmo o lugar: Tito andou pra cima e pra baixo conosco, participou das atividades, comeu muito e de tudo (pra variar), dormiu muito também, viu DVD (levamos nosso aparelho e os DVDs de galinha pintadinha e palavra cantada, que ele está amando, já pensando nos dias chuvosos). Tentamos respeitar o ritmo dele, então, por conta da chuva, acabamos nem conseguindo participar da cerimônia de reveillon no templo, mas foi lndo assim mesmo. Enfim, foram dias maravilhosos, de muita atividade e paz que espero sejam repetidos muitas vezes em 2011 e nos anos vindouros em Vraja e em muitos outros lugares por onde passaremos e, sobretudo, em nossa casa!

Natal 2010 - adeus ano velho...



Como não podia deixar de ser, desde o ano passado (2009), nosso Natal de divide em 2 partes: dia 24 na casa dos meus sogros, dia 25 com a família na minha mãe, na casa das minhas tias. Essas poucas fotos são do dia 24 (o consaço e a ressaca da mãe não deixaram que tirassemos fotos no dia seguinte). O Natal foi ótimo nas duas casas: Tito brincou muito, ganhou presentes e já aproveitamos para fazer uma limpa nos briquedos que ele não brinca mais e passar adiante!