segunda-feira, 27 de setembro de 2010

fragmentos de cotidiano

Faz tanto tempo que não escrevo que fico até sem graça de voltar aqui. Desde a última vez, há MAIS DE 1 MÊS, Tito já fez 1 ano e também 1 ano e 1 mês. Foram muitas gripes e resfriados, mas nada sério. Também foram muitas novidades e mudanças. A impressão que dá, há una 10 dias, é que estamos novamente passando por uma fase de transição. Não sei se existe teoria sobre isso, mas dá pra sentir no dia-a-dia. Parece que a criança sabe que pode mais do que faz e vai se dando conta disso. No nosso caso, ele com mais de um ano, a sensação é de que Tito aprendeu agora que pode querer (ou não) as coisas do mundo. Como tod@s sabem, ele sempre foi um bebê muito tranquilo e cooperativo, mas agora ele quer ou não determinada comida, quer ou não ficar no colo... Só que ainda estamos aprendendo a entender como ele expressa suas vontades e isso requer muita paciência. Vejo muita gente que rotula o próprio filho/a e às vezes acho que pode ser falta de compreensão sobre as dificuldades da criança se fazer entender, ou seja, entrar para o mundo da linguagem e da cultura "hardcore". Poxa, eu como de tudo, mas nem sempre estou com vontade de comer banana, que adoro, por exemplo. Mas eu sei como dizer pro mundo: "não, não tô afim de banana agora, prefiro um suco de melancia", mas e a criança antes da palavra, antes de conseguir atribuir sentido. Deve ser dificílimo! Enfim, também não é fácil pra nós porque também estamos tendo que aprender como agir agora com essa pessoinha que está realmente se transformando em alguém do jeito dele. Mas também é muito fantástico: vê-lo apontar para as coisas tentando nos dizer o que quer, andando do nosso lado, pegando nossa mão porque não quer engatinha, falando "tatatá" (que é batata) ou "papá" para explicar que quer comer. Enfim, puro deleite para aqueles e aquelas que sabem aproveitar! Espero muito aprender a curtir para além do cansaço. Porque a independência dos/as pequenos/as certamente é trabalho dobrado para mãe e pai que passam uns anos correndo com eles/as ou atrás deles/as. Enfim, acho que são essas as boas novas. Em breve, fotos desse longo período que fiquei/ ficamos sem aparecer por aqui.

P.S. Fomos à pediatra na semana passada e pela primeira vez em 1 ano e 1 mês ele engordou menos que o desejado, mas faz parte, afinal ele já tinha engordado bem acima da média muitas vezes! rs Ele está com mais ou menos 11,5kg.

Nenhum comentário:

Postar um comentário