segunda-feira, 5 de abril de 2010

pós-Páscoa

Há uns 2 anos, uma amiga minha francesa veio ao Brasil com seu filhinho de quase 2 anos na época. Ela havia morado aqui 7 anos antes quando ainda era solteira e não tinha filho e me falava que não sabia o que fazia com o tempo dela antes do Mathis, seu filho, nascer. Perguntei se ela estava muito cansada e ela respondeu que, na verdade, nem sabia mais como era não estar cansada... Ao mesmo tempo, a via o tempo todo cuidando do menino com todo o carinho e paciência. Ele, um rapazinho lindo, explorando o mundo, começando a se comunicar através da fala. E ela, com aquele cansaço na alma, mas muito paciente, sempre atenta e carinhosa, explicando tudo pra ele antes de simplesmente fazer ou carregá-lo de lá pra cá. Certamente acompanhar Marie e Mathis naquele momento marcou minha expetiência e influenciou minha escolha por me tornar mãe. Hoje estou MUITO cansada e lembrei desse episódio. Depois que temos filhos(as), mesmo na normalidade, parece que sempre há muito a fazer. As listas nunca terminam, mas a felicidade também não... Tito passou muito bem o feriado de Páscoa, está lindíssimo, já querendo ficar em pé. Ah, e está com 9,750 kg. Hoje, minha coluna dói muito!

Nenhum comentário:

Postar um comentário