sábado, 1 de maio de 2010

papinha

Papinha é aquela coisa: a gente vai juntando um alimento de cada grupo que a pediatra vai liberando, mistura tudo e vê no que é que dá. Tito está comendo papinha salgada (mas sem sal) desde um pouco antes dos 7 meses. Enfim, já fiz todos os tipos de combinações e algumas dão mais certo do que outras. Atualmente, a comidinha dele ainda é bem molinha. Nunca bati no liquidificador, só as carnes é que vão pro processador com algum legume e um pouco de caldo, mas cada vez batemos menos pra ir ficando com mais cara de carne. O resto é amassado no garfo desde o início. Hoje fiz uma papinha que ficou muito boa. Ele gostou e eu tb! Nada complicado, mas, como disse, algumas combinações dão mais certo do que outras.

Papinha do Tito (uma delas)
1 batata baroa pequena
1 pedaço de chuchu
1 pedaço de abóbora japonesa
1 pedaço de couve flor
1 dente de alho
2 colheres de macarrãozinho
1 colher de frango (passado no óleo de canola com cebola, alho e tomate e batido no processador com chuchu)

Cozinhar tudo junto com o dente de alho inteiro (é só pra dar um gostinho, a gente tira antes de amassar o resto). O frango e o macarrãozinho a gente adiciona bem no final. Enfim, é só uma idéia. Como disse no post anterior, tem gente bem mais especializada no tema do que eu. Mas é muito legal fazer experimentos na cozinha e ver a reação do pequeno ao comer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário